China constrói ilha cidade no Mar da China Meridional – EUA ficaram a ver navios

 

Esta é uma visão geral da cidade de Sansha, parte da província chinesa de Hainan, que foi estabelecida na Ilha Yongxing em 2012. (Arquivo de fotos)
Esta é uma visão geral da cidade de Sansha, parte da província chinesa de Hainan, que foi estabelecida na Ilha Yongxing em 2012. (Arquivo de fotos)

A China diz que planeja construir uma “cidade insular” nas águas disputadas do Mar da China Meridional, em um movimento que provocou a objeção dos Estados Unidos.

Uma autoridade do território chinês de Sansha anunciou o plano na sexta-feira, dizendo que o desenvolvimento seguirá em uma diretriz do presidente Xi Jinping, informou o South China Morning Post na segunda-feira.

Segundo o plano, a ilha de Yongxing, juntamente com as duas ilhotas menores de Zhaoshu e Jinqing, seria transformada em uma “base estratégica nacional de serviço e logística”.

“Precisamos planejar cuidadosamente o desenvolvimento geral das ilhas e recifes com base em suas diferentes funções, levando em conta sua relação complementar”, disse Zhang Jun, secretário do Partido Comunista da cidade de Sansha, em um comunicado.

Zhang disse que as autoridades locais “tomariam medidas ativas e demonstrariam suas iniciativas” para fornecer um “boletim de contas satisfatório” ao presidente. Ele não forneceu mais detalhes sobre o plano.

A China construiu várias ilhas artificiais nos últimos anos no Mar da China Meridional, que é o tema de uma disputa territorial entre Pequim e seus vizinhos marítimos Vietnã, Taiwan, Filipinas, Malásia e Brunei.

Os EUA – que estão do lado dos reclamantes rivais da China em sua disputa – vêm acusando a China de “militarizar” o Mar do Sul da China. Também envia rotineiramente navios de guerra e aviões de guerra perto das ilhas, no que chama de patrulhas de “liberdade de navegação”.

Reagindo à notícia dos planos de desenvolvimento para a “cidade insular”, um comandante da Marinha dos EUA, Phillip Sawyer, disse que Washington se oporia a qualquer medida que restringisse o envolvimento americano na região, particularmente nas águas disputadas. Ele disse que os EUA não têm intenção de deixar a região ou diminuir o seu envolvimento com seus aliados ou cessar sua “liberdade de operações de navegação” no Mar do Sul da China.

“Continuaremos a fazê-lo até que não haja reivindicações marítimas excessivas em todo o mundo”, disse Sawyer.

O comandante da marinha (foto abaixo) continuou dizendo que “as águas internacionais onde os bens e o comércio fluem” devem permanecer abertas e que “bloqueá-las ilegalmente deveria ser uma preocupação para todo o mundo”.

A China diz que não pretende bloquear as rotas comerciais internacionais.

Pequim argumenta que tem que tomar medidas defensivas para o seu território soberano no Mar do Sul da China e que tal ação é normal.

O pesquisador da Marinha da China, capitão sênior Zhang Junshe, reiterou que Pequim tinha o direito legal de tomar as medidas que julgar apropriadas nas ilhas do Mar do Sul da China.

“Se o nosso pessoal e instalações dentro da ilha forem ameaçados no futuro, então necessariamente tomaremos medidas para aumentar nossas capacidades defensivas”, disse Zhang.

A força naval da China tem se tornado mais poderosa e moderna nos últimos anos, de acordo com a avaliação das capacidades militares globais e economia de defesa do Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (2019).

Os números divulgados no domingo mostram que 51 dos 59 submarinos da China são vistos como modernos e atualizados. Sessenta e sete de seus 86 destróieres e fragatas – a maioria encomendada nos últimos anos – são top de linha, de acordo com o instituto.

Press tv


Nota da Redação:

A China esperta, vendo o vai e vem intimidatório dos EUA naquelas águas, resolveu colocar um posto militar avançado, para garantir a passagem de sua rota comercial de suprimentos e não ser pega de surpresa, num bloqueio naval qualquer da vida!!

Parabéns China!

 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=259924

Publicado por em mar 19 2019. Arquivado em TÓPICO II. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS