Guaidó está no Brasil e será recebido sem honras ‘presidenciais’

Enfraquecido em seu país, o autoproclamado “presidente interino” da Venezuela, Juan Guaidó veio ao Brasil para tentar criar mais um fato político e desestabilizar o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro. O folclórico oposicionista do país vizinho será recebido ainda nesta quinta-feira por Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. No encontro, o venezuelano vai agradecer pelo “apoio” e irá tratar dos próximos passos da política de desestabilização em seu país patrocinada pelo governo americano. Guaidó não será recebido com honras de chefe de Estado, apesar de ser “reconhecido” como tal pelo governo Bolsonaro.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “após o encontro com Bolsonaro, o venezuelano será recebido no Palácio do Itamaraty pelo chanceler Ernesto Araújo, onde deverá fazer um pronunciamento à imprensa brasileira.”

“O plano do líder opositor é fazer uma visita de agradecimento a Bolsonaro e conversar sobre temas relacionados a uma possível transição no país sul-americano em crise. O Brasil, junto à Colômbia e com coordenação dos EUA, ajudou na tentativa frustrada de entrada de ajuda humanitária no país vizinho.”

Brasil 247


Nota da Redação:

Tinha que tomar voz de prisão, assim que pisasse o solo brasileiro!

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=259849

Publicado por em fev 28 2019. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS